Capela da Senhora

Lady chapel

Uma capela da senhora ou capela da senhora é um termo tradicional britânico para uma capela dedicada a "Nossa Senhora", Maria, mãe de Jesus , particularmente aquelas dentro de uma catedral ou outra grande igreja . As capelas também são conhecidas como capela de Maria ou capela mariana , e eram tradicionalmente a maior capela lateral de uma catedral, colocada a leste do altar-mor e formando uma projeção do edifício principal, como na Catedral de Winchester . A maioria dos católicos romanos e muitos anglicanosas catedrais ainda têm essas capelas, enquanto as igrejas de tamanho médio têm altares laterais menores dedicados à Virgem. [1] [2]

A ocorrência de capelas de senhoras varia conforme a localização e existem na maioria das catedrais e igrejas francesas onde fazem parte da cabeceira . Na Bélgica , eles não foram introduzidos antes do século XIV; em alguns casos são da mesma dimensão que as outras capelas da cabeceira, mas noutros (provavelmente reconstruídas numa época posterior) tornaram-se elementos muito mais importantes. Alguns dos melhores exemplos podem ser encontrados em igrejas do período renascentista na Itália e na Espanha .

Foi nas capelas das senhoras, no final da Idade Média, que as inovações na música sacra foram permitidas, apenas o canto estrito sendo ouvido no coro. [3]

Na Inglaterra

Nas lendas do século XII em torno do rei  Lúcio da Grã-Bretanha , os apóstolos Fagan e Duvian teriam erigido a Capela da Senhora em Glastonbury como a igreja mais antiga da Grã-Bretanha; [4] as contas são agora consideradas falsificações piedosas . A mais antiga capela inglesa de certa historicidade foi a da catedral saxônica de Canterbury ; este foi transferido durante a reconstrução pelo arcebispo Lanfranc para o extremo oeste da nave , e novamente deslocado em 1450 para a capela no lado leste do transepto norte. A capela da senhora da Catedral de Ely é um edifício distinto anexado ao transepto norte, que foi construído antes de 1016. [5] Em Rochester , a capela da senhora atual fica a oeste do transepto sul (que era a capela da senhora original e para a qual a atual capela capela era uma extensão).

Provavelmente a maior capela feminina foi construída por Henrique III em 1220 na Abadia de Westminster . Esta capela tinha 30 pés (9,1 m) de largura, muito superior a qualquer exemplo estrangeiro, [ carece de fontes ] e se estendia até o final do local agora ocupado pela Lady Chapel de Henrique VII . Também em 1220, foi estabelecido o cargo de Guardião da Capela da Senhora, com a responsabilidade do altar da Senhora, e seus vasos sagrados, velas e outros apetrechos. [6]

Entre outros exemplos ingleses notáveis ​​de capelas femininas estão as da igreja paroquial em Ottery St Mary , Thetford Priory , Bury St Edmunds Cathedral , Wimborne Minster e Highfield Church em Hampshire. A Lady Chapel foi construída sobre a capela-mor em Compton, Guildford , Surrey; Compton Martin , Somersetshire; e Darenth , Kent. Na Abadia de Croyland havia duas capelas para senhoras. A Igreja do Priorado em Little Dunmow era a capela dama de um priorado agostiniano, e agora é a igreja paroquial.

Locais

Canadá

Irlanda

Lady capela da Catedral de São Patrício , Dublin

Nova Zelândia

Rússia

  • A Capela da Senhora na Igreja Católica de Santa Catarina em São Petersburgo

África do Sul

Reino Unido

Lady capela da Catedral de Guildford , Reino Unido
Lady Chapel, Ely Cathedral , Reino Unido. Estátua da Virgem Maria por David Wynne .

Estados Unidos

Veja também

Referências

  1. ^ Catedrais por Robin S. Oggins 2000 ISBN  0-281-05349-9 página 43
  2. ^ Mary: The Imagination of Her Heart por Penelope Duckworth 2004 ISBN 1-56101-260-2 páginas 125-126 
  3. ^ Alston, George Cipriano. "Capela", A Enciclopédia Católica . Vol. 3. Nova York: Robert Appleton Company, 1908. 3 de dezembro de 2013
  4. ^ Guilherme de Malmesbury . Gesta Regum Anglorum [ Os feitos dos reis dos ingleses ]. c.  1140 . Traduzido por JA Giles como William of Malmesbury's Chronicle of the Kings of England from the Earliest Period to the Reign of King Stephen , p. 21. Henry G. Bohn (Londres), 1847.
  5. ^ Herbermann, Charles, ed. (1913). "Devoção à Virgem Maria"  . Enciclopédia Católica . Nova York: Robert Appleton Company.
  6. ^ Harvey, Barbara F. Os Obedientiaries da Abadia de Westminster e Seus Registros Financeiros, C. 1275-1540 . Imprensa Boydell. pág. 95.
  7. White, Norval e Elliot Willensky. Guia AIA para a cidade de Nova York . 5ª edição. Nova York: Oxford UP, 2010. Impresso.

 Este artigo incorpora o texto de uma publicação agora em domínio públicoChisholm, Hugh, ed. (1911). " Senhora-capela ". Encyclopædia Britannica . Vol. 16 (11ª edição). Cambridge University Press. pág. 62.